Brasil

Brasil

5 de junho de 2017

ENDOMETRIOSE

Doença caracterizada pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.
Todos os meses, o endométrio fica mais espesso para que um óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, esse endométrio que aumentou descama e é expelido na menstruação. Em alguns casos, um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. As causas desse comportamento ainda são desconhecidas, mas sabe-se que há um risco maior de desenvolver endometriose se a mãe ou irmã da paciente sofrem com a doença.
É importante destacar que a doença acomete mulheres a partir da primeira menstruação e pode se estender até a última. Geralmente, o diagnóstico acontece quando a paciente está na faixa dos 30 anos.
Hoje, a doença afeta cerca de seis milhões de brasileiras. De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolvê-la e 30% tem chances de ficarem estéreis.
Fonte: Dr. Sergio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP


SINTOMAS

Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Aproximadamente 20% das mulheres têm apenas dor, 60% têm dor e infertilidade, e 20% apenas infertilidade.
Existem mulheres que sofrem dores incapacitantes e outras que não sentem nenhum tipo de desconforto. Entre os sintomas mais comuns estão:
• Cólicas menstruais intensas e dor durante a menstruação;
• Dor pré-menstrual;
• Dor durante as relações sexuais;
• Dor difusa ou crônica na região pélvica;
• Fadiga crônica e exaustão;
• Sangramento menstrual intenso ou irregular;
• Alterações intestinais ou urinárias durante a menstruação;
• Dificuldade para engravidar e infertilidade.
A dor da endometriose pode se manifestar como uma cólica menstrual intensa, ou dor pélvica/abdominal à relação sexual, ou dor “no intestino” na época das menstruações, ou, ainda, uma mistura desses sintomas.

DIAGNÓSTICOS

O diagnóstico de suspeita da endometriose é feito por meio de exame físico, ultrassom (ultrassonografia) endovaginal especializado, exame ginecológico, dosagem de marcadores e outros exames de laboratório.
Atenção especial deve ser dada ao exame de toque, fundamental no diagnóstico da endometriose profunda. Em alguns casos, o médico ginecologista solicitará uma ressonância nuclear magnética e a ecocoloposcpia.

Fonte: Dr. Sergio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP

EXAMES

A endometriose ainda é uma doença difícil de diagnosticar por meio do exame físico, ou seja, realizado durante a consulta ginecológica de rotina. Dessa forma, os exames de imagem são mais adequados para indicar a possível existência do problema, que será confirmada posteriormente por meio de exames laboratoriais específicos.
Entre os exames de imagem que podem sinalizar a endometriose, destacam-se:
Ultrassonografia transvaginal – Procedimento de menor custo, que permite a identificação de endometriomas, aderências pélvicas e endometriose profunda.
Ressonância magnética – Exame mais caro, a ressonância magnética apresenta melhores taxas de sensibilidade e especificidade na avaliação de pacientes com endometrioma e endometriose profunda.
Para identificar a existência da endometriose, outros exames complementares ainda podem ser solicitados pelo médico, como a ultrassonografia transretal, a ecoendoscopia retal e a tomografia computadorizada. Após a identificação de alguma alteração, o médico poderá optar por realizar uma biópsia da lesão encontrada, de modo a confirmar o diagnóstico. Essa avaliação será realizada por meio de exames chamados laparoscopia e laparopotomia.
Laparoscopia – Permite tanto o diagnóstico como o tratamento da paciente. O procedimento é realizado através de pequenas incisões na barriga, e a introdução de instrumentos telescópicos para a visualização, e se for o caso, para a retirada das lesões. A laparoscopia também permite a coleta de material para avaliação histológica e o tratamento cirúrgico das lesões. O ideal é que seja realizado após o término da fase de avaliação por meio dos métodos de imagem, permitindo que o diagnóstico e o tratamento possam ser feitos de maneira integrada – e evitando, assim, múltiplos procedimentos. A Laparoscopia é mais vantajosa que a Laparotomia, porque envolve um menor tempo de hospitalização, anestesia e recuperação, além de permitir uma melhor visualização dos focos da doença.
Laparotomia – É o procedimento tradicional e considerado mais invasivo em comparação à Laparoscopia.  Envolve uma incisão abdominal maior para acessar os órgãos internos, e pode ser indicada pelo médico dependendo das necessidades da paciente.
Hoje em dia, no entanto, existem diversos tipos de tratamentos não invasivos, que podem reduzir o número total de procedimentos a que a paciente é submetida. Vale ressaltar que a endometriose é uma doença crônica, e por isso o acompanhamento médico contínuo é fundamental.






Fonte:
PASSOS, Eduardo Pandolfi. et al. Videolaparoscopia. In: FREITAS, Fernando. (autor) et al. Rotinas em Ginecologia. Porto Alegre: Artmed, 2011, pp. 302-322.
SOUZA, Carlos Augusto B. et al. Endometriose. In: FREITAS, Fernando. (autor) et al. Rotinas em Ginecologia. Porto Alegre: Artmed, 2011, pp. 144-158.
UENO, Jogi. Laparoscopia x Laparotomia. Disponível em: < http://laparoscopiaginecologica.net.br/2013/07/laparoscopia-x-laparotomia/>. Acesso em 18 jul. 2013.



PREVENÇÃO
A endometriose é uma doença benigna, que se caracteriza pela proliferação do tecido chamado endométrio para fora da cavidade uterina, local em que ele normalmente se desenvolve. O crescimento do endométrio faz parte do ciclo reprodutivo da mulher. Ao longo desse período, o tecido cresce, e quando não ocorre gravidez ele é eliminado em forma de menstruação. Entretanto, em algumas mulheres algumas células desse tecido migram no sentido oposto, podendo subir pelas tubas e chegar à cavidade abdominal, multiplicando-se e provocando a endometriose.
Não há consenso médico sobre as causas que levam ao desenvolvimento da endometriose, de modo que ainda é difícil falar diretamente em prevenção. Entretanto, diversos estudos sobre as características das mulheres que têm a doença ajudam a medicina a se aproximar de maiores respostas.
Enquanto alguns fatores de risco para a endometriose são bem conhecidos, ainda não é claro como determinados comportamentos, tais como o uso de determinados medicamentos, drogas, entre outros fatores, poderiam aumentar ou diminuir as chances de desenvolver a doença.
Alguns estudos associam o padrão menstrual à ocorrência de endometriose: pacientes com fluxo mais intenso e mais frequente teriam mais risco de apresentar a doença.
A relação entre o uso de pílula anticoncepcional e a endometriose ainda é polêmica: há pesquisadores que encontraram aumento de risco, e outros que indicaram a redução ou ausência de efeito. Como alguns anticoncepcionais orais são utilizados por mulheres que apresentam cólicas menstruais (dismenorreia primaria), e a endometriose causa dor pélvica (dismenorreia e dispareunia), a pílula é muitas vezes prescrita para mulheres que têm a doença, sem que se tenha descoberto alguma relação de causa e efeito entre elas.
Filhas e irmãs de pacientes com endometriose têm maior risco de também desenvolver o problema. A identificação genética poderia ajudar a entender melhor a doença, mas é ainda difícil saber o quanto os genes realmente são relevantes em relação a outros fatores, como etnia e fatores ambientais.
Consumir muito álcool e cafeína são hábitos que têm sido associados ao aumento do risco ou piora do quadro de endometriose, enquanto fazer atividades físicas parece diminuir as chances de desenvolver a doença.
Com um debate científico ainda bastante acalorado sobre as causas da endometriose, o melhor que as pacientes podem fazer para manter a saúde em dia é consultar regularmente o ginecologista. Observar os sintomas e conhecer seu corpo também são atitudes que ajudam a perceber alterações, indicando a necessidade de voltar mais cedo ao consultório.


Fontes:
SOUZA, Carlos Augusto B. et al. Endometriose. In: FREITAS, Fernando. (autor) et al. Rotinas em Ginecologia. Porto Alegre: Artmed, 2011, pp. 144-158.
VARELLA, Drauzio. Endometriose: entrevista. Disponível em: < http://drauziovarella.com.br/mulher-2/endometriose-3/>. Acesso em 19 jul. 2013.


TRATAMENTOS E CUIDADOS
Dois tipos de tratamento podem ser usados para combater as dores da endometriose: medicamentos ou cirurgia. Cada um deles tem suas especificidades, e cabe ao ginecologista avaliar a gravidade da doença em cada caso e recomendar o melhor tratamento. Vale lembrar que, dependendo da situação, ambos os procedimentos são feitos de maneira integrada.
Tratamento cirúrgico:
Nesse procedimento, a endometriose é removida por meio de uma cirurgia chamada laparoscopia. Em alguns casos, é possível eliminar apenas os focos da doença ou as complicações que ela traz – como cistos, por exemplo. No entanto, em situações mais sérias, o procedimento precisará até remover os órgãos pélvicos afetados pela enfermidade. Dependendo das condições da doença, é possível recorrer a tratamento por laparoscopia, com laser.
Também é possível a realização da videolaparoscopia, na qual diagnosticará o número de lesões, aderências, a obstrução tubária e já tratar a doença.
Tratamento com medicamentos:
Existem diversos medicamentos disponíveis no mercado para tratar a endometriose, como: analgésicos, anti-inflamatórios, análogos de GNHR, Danazol e Dienogeste. Atualmente também é possível reduzir os sintomas utilizando o DIU com levonorgestrel.
Antes de começar o tratamento, caso a paciente deseje engravidar, poderá ser indicado o encaminhamento para um Centro de Reprodução Humana, pois a melhor alternativa para a mulher que possui endometriose e deseja ter filhos é a fertilização in vitro. Isso porque a presença da endometriose não afeta as taxas de gravidez quando escolhido esse método.
É importante compreender que não existe cura permanente para a endometriose. O objetivo do tratamento é aliviar a dor e amenizar os outros sintomas, como favorecer a possibilidade de gravidez e diminuir as lesões endometrióticas.
Fonte: Dr. Sergio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP

CONVIVENDO

Se a doença for detectada logo no início, o tratamento poderá ser instituído precocemente, aumentando a efetividade de alívio dos sintomas. Para isso, a mulher deverá relatar ao médico as situações atípicas e quaisquer outros problemas que possam ser sintoma da endometriose.
O objetivo é auxiliar as mulheres com endometriose ou suspeita da doença, além de seus médicos, na coleta e organização de informações relacionadas ao ciclo menstrual, como dor, impactos nas rotinas diárias e padrão de sangramento. Dessa forma, a conversa com o especialista fica mais fácil.

Fontes:
Dr. Sergio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP
Lima, Geraldo Rodrigues de; Girão, Manoel J.B.C.; Baracat, Edmund Chada. Endometriose. In: Ginecologia de Consultório. 2003.1ª Edição. P.165-173. Editora de Projetos Médicos. São Paulo-SP.



22 de fevereiro de 2017

AMORA MIURA

Aplicações e benefícios

O chá é muito usado para melhorar o funcionamento dos rins e do fígado, além de ajudar a diminuir a pressão arterial, a taxa de glicemia, combater a obesidade e auxiliar na reposição hormonal. Pode ser usada ainda para combater a queda de cabelos com massagens no couro capilar. Além disso, recomenda-se o gargarejo com chá morno para eliminar as secreções catarrais de vias respiratórias altas. Rica em proteínas e sais minerais, ajuda ainda a regular o intestino, possui efeito bactericida e anti-inflamatório, além de prevenir a osteoporose.  O chá, conhecido por sua grande quantidade de nutrientes, possui 22 vezes mais cálcio que o leite, além do potássio, magnésio, ferro natural, proteína, fibra, zinco e levedura.

Chá de amora miura e o emagrecimento

O chá de amora miura ajuda a diminuir a retenção de líquidos, diminuindo o inchaço do corpo, sem o sabor amargo dos outros chás emagrecedores. Com sabor de fruta, é um excelente regulador do intestino, ajudando a diminuir a absorção de gorduras. Rica em vitamina C, ajuda a combater o colesterol alto, além de contribuir, graças às suas propriedades antioxidantes, com a beleza da pele e dos cabelos. É eficaz ainda na decomposição do açúcar delgado, prevenindo a obesidade.

Como preparar?


Para preparar o chá de amora miura, use a proporção de duas colheres de sopa de erva para cada litro de água. Em um recipiente, coloque a água ainda fria e a erva. Leve ao fogo, e ao alcançar fervura, cronometre mais, aproximadamente dez minutos. Em seguida, deixe amornar, coe e consuma. O consumo ideal é de três a cinco xícaras ao dia,durante 90 dias seguidos, você sentirá resultados surpreendentes e não há contra indicações. 

Contra indicações e informações

O chá deve ser consumido como uma forma de complementar a alimentação, e não com função de medicamento. Consulte sempre o seu médico antes de consumir qualquer medicamento, seja natural ou industrializado.
A amora miura não possui contraindicações, e pode ser tomado por qualquer paciente. Para auxiliar a perda de peso, o chá de amora miura deve ser administrado junto à uma alimentação saudável e acompanhamento de uma dieta, alcançando dessa forma resultados mais rápidos.
Outra indicação da infusão das folhas de amora miura é para a regulação hormonal. 


A eficácia testada e aprovada do Chá de Amora Miura se deu primeiramente pelo Ministério da Saúde do Japão, vindo a ser divulgado pelo Canal de Tv Japonesa NHK, após analisadas as amostras das folhas da Amora Miura, pôde-se se comprovar através de estudos que realmente ele tem efeitos poderosos para controle e prevenção sobre:


· Possui a DNJ, Inibidora da Taxa de Glicose com a liberação Natural de insulina;

· Melhora do funcionamento do Fígado e dos Rins, inibindo o acúmulo de gordura e colesterol nestes orgãos;

· Ele Possui 22 vezes mais cálcio que o leite, além de conter mais potássio, magnésio e ferro natural, proteína, fibra, zinco e levedura;

· Inibi o acúmulo de gordura no corpo e aumenta o volume de gordura eliminada, inibindo principalmente o acúmulo de gordura nas vísceras, e evitando assim a obesidade;

· Através de Melhoria das taxas de colesterol e gorduras neutras no sangue;

· Efeito de normalização e de inibição de elevação arterial, por possuir o ácido y-aminobutírico (GABA) um hipotensor;

· Regula os hormônios atuando com eficácia nos sintomas da menopausa;

· Por possuir grande quantidade de fibras alimentares, e outras propriedades facilitando o trânsito intestinal e melhora da prisão de ventre. Ainda diminui os bacilos nocivos sem afetar o benéficos, mantendo a flora intestinal em boas condições.

· Estudos revelam que o Chá de Amora Miura tem efeito de inibir a proliferação de fungos, bem como efeitos bactericida/anti-inflamatórios;

·TODOS ESSES DADOS FORAM RETIRADOS DE PESQUISAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE JAPONESA:



29 de julho de 2016

Conhecida no Brasil como Melão de são caetano

Uma planta muito simples consegue matar até 98% de células cancerígenas e também frear o diabetes.

Este texto foi traduzido e adaptado do artigo original, escrito pelo Dr. Frank Shallenberger, e o link dessa versão encontra-se no final da matéria. Trata-se de uma tradução livre do artigo escrito em primeira pessoa publicado por Shallenberger. 

Acompanhe:


Eu estou sempre buscando por substâncias que dão uma “chave de braço” no metabolismo peculiar das células cancerosas. É vital que essas substâncias matem as células doentes e deixem as saudáveis intactas. Já falei sobre algumas de minhas descobertas científicas no passado, como o resveratrol, chá verde, seanol e outros. Mas hoje eu vou lhes falar sobre outra planta que seguramente mata o câncer de fome com tanta eficácia quanto uma quimioterapia. Na verdade, funciona inclusive no câncer de pâncreas, um dos mais difíceis de se combater.
A planta é um vegetal comum da Ásia e que tem o nome de melão amargo (Momordica charantia – no Brasil, pode ser conhecido como melão-de-são-caetano), sendo popular na região de Okinawa, no Japão.
O suco do vegetal, na concentração de 5% em água mostrou ter um potencial assombroso de lutar contra o crescimento dos quatro tipos de cânceres pancreáticos pesquisados, dois dos quais foram reduzidos em 90%, e os outros em incríveis 98% apenas 72 horas após o tratamento!
Já comentei em outros artigos a respeito da apoptose, que é a resposta natural de um organismo em lidar com células fora do comum – que simplesmente suicidam. O suco induziu essa morte programada por vários caminhos diferentes. Um desses caminhos foi o de colapsar o metabolismo de alimentação por glicose das células doentes, ou seja, privou-as do açúcar que elas necessitam para sobreviver.
Será que esses estudos de laboratório também servem para animais vivos? A resposta é um sonoro “sim”! Pesquisadores da Universidade de Colorado aplicaram doses em ratos que seriam proporcionais a humanos, e eles apresentaram uma redução em 64% do tamanho de seus tumores, sem efeitos colaterais. Esse nível de melhora ultrapassa os alcançados atualmente com o uso de quimioterapia para um tipo de câncer tão letal.
O responsável pela pesquisa na universidade, Dr Rajesh Agarwal, observou o costume chinês e indiano de usar o fruto em remédios para diabetes. Vendo que esta doença tende a vir antes do câncer pancreático, o doutor associou as ideias, criando novos rumos nas investigações existentes.
A dose utilizada foi de seis gramas de pó do melão amargo para um adulto de porte médio (75 quilos). Os grandes laboratórios e companhias farmacêuticas buscam encontrar petroquímicos patenteáveis que obtenham o mesmo resultado que Deus colocou nesse vegetal. Eles ficam boquiabertos como uma planta tão despretensiosa consegue desnutrir o câncer sem precisar de nenhuma química complexa.
No centro médico da Universidade de Saint Louis, a Dra. Ratna Ray, Ph. D. e professora de patologia, liderou pesquisas similares, testando primeiramente em células de câncer de mama e próstata e depois experimentando em cânceres da cabeça e pescoço, que embora representem 6% apenas dos casos, são agressivos e se espalham facilmente, começando por vezes pela boca, garganta, nariz.
Com efeito, após quatro semanas de tratamento controlado em animais, o volume e crescimento dos tumores reduziu. A doutora ressalta: “É difícil medir o resultado exato do tratamento com o extrato de melão amargo no crescimento das células, porém combinado com as terapias e remédios existentes, pode auxiliar na eficácia do combate ao câncer.”
Pesquisadores descobriram recentemente que a síndrome metabólica é amenizada pelos benefícios no metabolismo glicólico. Ótimas notícias, pois não se destrói o câncer por uma via só, e eu acredito que deve ser multifocal: em outras palavras, fortalecer o sistema imunológico, desintoxicar, eliminar infecções dentais e materiais tóxicos dos dentes, alcalinizar o organismo, oxidar o corpo com terapia com oxigênio, e prover nutrientes específicos para dar uma “chave de braço” nos caminhos particulares do metabolismo do câncer.
Todas as células cancerosas mostram uma produção anormal de energia que utiliza fermentação ineficiente de glicose. O melão amargo pode ser um excelente aliado ao combate dessa produção de energia anormal. Você pode encontrá-lo na maioria das lojas naturais ou comprar online.

Este é o link do texto original:

----------------------------------------------------------------------------

 Vejam mais:


Chá de melão de são caetano – Benefícios e propriedades

Pertencente à família dos Cucurbitaceae, o melão de são caetano é uma planta trepadeira pantropical proveniente do leste indiano e do sul da China. Seu nome científico é Momordica charantia L., e no Brasil o seu tipo selvagem é considerado uma erva daninha que aparece frequentemente em pomares, hortas, cercas, alambrados, cafezais e terrenos baldios. Também conhecida como fruto de cobra, erva de são caetano, erva das lavadeiras e melãozinho, a planta possui um cheiro desagradável e flores amarelo-pálidas, ou de coloração branca que aparecem em cachos ou corimbos. Seu fruto abre-se em três válvulas espinhosas em cor-de-ouro com sementes no interior.
Pode ser facilmente encontrada em áreas tropicais da Amazônia, Caribe, Ásia e África, além de aparecer em quase todo o Brasil. Ela vem sendo amplamente utilizada para fins medicinais pelas tribos do amazonas, e seu nome “erva das lavadeiras” é proveniente de seu uso para clarear a roupa e tirar manchas delas.

Benefícios e propriedades

A planta melão de são caetano tem seu uso indicado no tratamento de inflamações hepáticas, dores articulares, diabetes, eczemas, cólicas abdominais, edemas inflamatórios, problemas de pele, faringites, queimaduras com leucorréias purulentas, gripes, furúnculos, hemorroidas, febres intermitentes, prisão de ventre, tosse, catarro amarelo, irritação vaginal, menstruação e TPM, picadas de inseto, úlceras, dores de ouvido e dores reumáticas.
Seus benefícios são possíveis devido às suas propriedades que envolvem a sua ação como purgativo, vermífugo, antiparasitário, antileucorreico, bactericida, hipoglicemiante, antileucêmico, anticancerígeno, antitumoral, anti-inflamatório, afrodisíaco, antimicótico, cicatrizante, depurativo do sangue, adstringente, anticatarral, antirreumático e antiviral.

Modo de preparo

Em um recipiente, coloque 1 litro de água e leve ao fogo. Em seguida adicione 2 colheres de sopa da erva melão de são caetano e deixe ferver. Quando começar a ferver, desligue o fogo e tampe, deixando o chá abafado por aproximadamente dez minutos. Em seguida, você pode coar e consumir. A dose máxima indicada é de duas a três xícaras de chá por dia, apenas!

ATENÇÃO: Não deve ser consumida em conjunto com clorpropamida, drogas antidiabéticas e drogas redutoras do colesterol, pois potencializa seus efeitos.

Modos de usar o melão de são caetano

·         Seus frutos cozidos agem em casos de vômitos e doenças venéreas.
·         Pode ser feito cataplasma com seus frutos maduros em casos de problemas hemostáticos.
·         O suco de suas folhas secas é eficaz em casos de problemas eméticos, purgantes, mordidas de serpentes e afecções biliares.
·         Sua raiz é um potente adstringente.
·         A decocção de suas folhas é utilizada em afecções dermatológicas
·         Uma forte infusão de suas  folhas ajuda em casos de escabiose, picadas de insetos, malária, pruridos e úlceras malignas.
·         Infusão da planta inteira serve para resfriado.
·         Realizar infusão de 10g de suas folhas em estado seco em 1 litro de água serve para tratamento de leucorreia, menstruações difíceis e cólicas causadas por vermes.
·         A infusão de seu fruto é bastante indicada para tratar hemorroidas.
·         Fazer suco de suas folhas amassadas junto à óleo de amêndoas é bastante eficaz tratando-se de queimaduras. Já o seu suco puro age em caso de sarna.





20 de maio de 2016

CAQUI

A fruta caqui é de origem da China, que mais tarde se espalhou pelo Japão, em seguida, se espalhou pelo mundo. Ela é uma fruta nutritiva com uma grande quantidade de vitaminas, minerais, antioxidantes, fitonutriente e muitos mais. Esses nutrientes neutralizam os radicais livres que causam muitas doenças degenerativas, Como: 

O câncer, catarata  e degeneração muscular. Além disso, o caqui é uma boa notícia para aqueles que querem perder peso. Devido ser excelente fonte em  fibras e outros nutrientes que promove a perda de peso.

Conheça alguns benefícios do caqui para a saúde:


caqui é bom para perda de peso. Ele contém uma quantidade elevada de fibra e ao se comer alimentos ricos em fibras durante o programa de perda de peso ajudará a se sentir mais completa( sensação de saciedade). Além disso, o caqui reduz o desejo de açúcar ou alimentos processados.

 Benefícios do caqui para os olhos: 

Os radicais livres é o principal causador dos danos na retina dos olhos, que por sua vez causa a perda de visão do olho. O caqui contém uma grande quantidade de nutrientes como antioxidante, vitamina A, vitamina C e vitamina E  e zeaxantina . Estes nutrientes são extremamente importantes para proteger os olhos.
E ajudam na defesa e manutenção do organismo, e de sais minerais, como fósforo, ferro, cálcio, magnésio, zinco e carboidratos. 

Caqui melhorar o sistema digestivo: O caqui fornece uma grande quantidade de fibras, que é essencial para melhorar o processo de digestão, ele também ajuda a prevenir a constipação.

Benefícios do caqui no combate o câncer: 

O caqui possui uma grande quantidade de nutrientes que protegem dos radicais livres que são responsáveis pelo câncer. os antioxidantes e fito-nutriente neutraliza esses radicais livres e prevenir danos ao DNA.  As células do DNA danificada se transforma em uma célula cancerosa. Então, caqui é eficaz na proteção contra a causa do câncer.

Benefícios do caqui para envelhecimento:

 Os radicais livres danificam células da pele e estimula o envelhecimento que é mais rápido que o normal. Mas antioxidantes e fitonutrientes revertem o efeito de envelhecimento e protege do envelhecimento precoce.

Benefícios do caqui que protege da doença comum:

 Para se manter protegido de doença comum, é importante comer alimentos nutritivos e ricos em nutrientes que aumentam a imunidade para proteger da gripe, resfriado e infecções.

Benefícios do caqui para desintoxicar o corpo: 

O caqui contém altas quantidades de nutrientes que protegem de muitas doenças. Juntamente com isso, também o benéfico para desintoxicar todas as substâncias tóxicas armazenadas no cólon. Por isso, protege contra o câncer de cólon.

Observação importante

caqui proporciona muitos benefícios à saúde. mas, Ele contém grande quantidade de tanino, que é o fator de risco. se comer com o estômago vazio ou em excesso, pode causar diarreia, devido ao seu alto teor de tanino. Então, deve-se comer o caqui em uma quantidade limitada. Pacientes com diabetes devem comer com muitíssima moderação,ou apenas se estiver com hipoglicemia, pois ele contém uma quantidade elevada de açúcar.


Consumir caqui com frequência pode trazer muitos benefícios, não só para a saúde, como também para a boa forma. Além de doce e saborosa, essa  fruta antioxidante possui substâncias que são capazes de manter as células do organismo saudáveis. Os carotenoides, que são pigmentos que dão a cor avermelhada à fruta, são o principal motivo desses benefícios, pois eles estimulam a comunicação entre as células e controlam a sua multiplicação.
Um desses carotenoides é conhecido como betacaroteno, componente fundamental para manter a saúde. Ele atua como antioxidante no organismo e ajuda a combater a formação de radicais livres. Além disso, ele auxilia o desenvolvimento ósseo e retarda o envelhecimento precoce.

Por que caqui ajuda a emagrecer?

Rico em fibras, o caqui contribui para o bom funcionamento do intestino e provoca um aumento da sensação de saciedade no estômago, o que faz com que você diminua a quantidade de alimentos a ser ingerida durante o dia. Desta forma, a fruta pode contribuir na perda de peso.  A dieta com caqui deve ser combinada a alimentos que auxiliam no emagrecimento, caso contrário, o resultado será o inverso.
Dê preferência para consumir o caqui próximo ao horário de praticar atividades físicas, pois elas irão acelerar o fluxo sanguíneo e permitir que determinadas substâncias da fruta auxiliem na aceleração do metabolismo, contribuindo com a eliminação de gorduras toxinas do organismo.

Benefícios do caqui para a saúde:




-  Combate a pressão alta
-  Ajuda a controlar índices glicêmicos
-  Reduz o colesterol
-  Previne doenças cardiovasculares
-  Fortalece o sistema imunológico
-  Auxilia no combate ao câncer
-  Protege a visão
-  Previne placas de gordura nas artérias

O caqui ou dióspiro é o fruto do caquizeiro ou diospireiro, uma árvore da família Ebenaceae. O nome «dióspiro» tem origem no grego: διόσπυρος, que significa «alimento de Zeus», enquanto «caqui» vem do japonês kaki.

Informação Nutricional
Quanrudade por 100 gramas:

Calorias  127
Gorduras Totais  0,4 g
Colesterol  0 mg
Sódio  1 mg
Potássio  310 mg
Carboidratos  34 g
Proteínas  0,8 g

Vitamina A
0%
Vitamina C
66 mg
Cálcio
27 mg
Ferro
2,5 mg
Vitamina D
0%
Vitamina B6
0%
Vitamina B12
0 µg
Magnésio
0%





20 de setembro de 2015

GORDURA TRANS

Gordura trans aumentam o risco de infarto e acidente vascular cerebral
Este ácido graxo também aumenta o colesterol ruim e diminui o bom e é prejudicial para gestantes e lactantes
Saiba tudo sobre a gordura trans na alimentação

A gordura trans é um tipo de gordura (ácido graxo) que difere em sua ligação química de outros ácidos graxos insaturados. Ela contém ácidos graxos na configuração trans, por um tipo de processo de hidrogenação, que ocorre naturalmente, produzido a partir da fermentação de bactérias em animais ruminantes, ou artificialmente, pela indústria alimentícia. 
Os alimentos de origem animal, derivados de animais ruminantes, como o leite e a carne, possuem gorduras trans, mas em quantidades insignificantes. Hoje, o maior consumo está relacionado aos alimentos industrializados, onde a gordura trans também pode ser reconhecida como gordura hidrogenada. 
Um óleo encontrado na natureza, por exemplo, possui os átomos distribuídos em posição paralela. No entanto, quando é submetido ao tratamento industrial de hidrogenação, a estrutura química do óleo é modificada, fazendo com que os ácidos graxos fiquem com os átomos em alinhamento transversal - que constituem parte da confecção da gordura trans. 


MALEFÍCIOS DA GORDURA TRANS

A gordura trans não é essencial para o organismo, e não oferece nenhum tipo de benefício à saúde. Por isso, não há recomendação de consumo ou valor máximo tolerado. Ao contrário, esse tipo de gordura tem como principal efeito metabólico alterações que prejudicam a saúde. São elas: 
Reduz o colesterol bom e aumenta o ruim: A gordura trans aumenta o LDL-c, colesterol ruim, devido à supressão das atividades de seu receptor no fígado. Isto faz com que o LDL-c continue circulando no organismo, acumulando no plasma e elevando o risco de doença arterial coronariana pelo depósito do colesterol na parede do vaso sanguíneo. Estudos científicos citam que após os 20 anos de idade, o receptor de LDL-c já diminui sua eficiência, assim como em mulheres no período pós-menopausa. 
O colesterol HDL, conhecido como o bom colesterol porque auxilia na remoção das moléculas de colesterol dos vasos sanguíneos, o que evita seu acúmulo progressivo e consequente processo de aterogênese (formação de placa de ateroma), é reduzido com a ingestão da gordura trans. 
Maior risco de AVC e infarto: As chances da pessoa sofrer um acidente vascular cerebral aumentam com maior ingestão de gorduras trans. Isto ocorre devido ao acúmulo de colesterol nos vasos sanguíneos, que culmina com todo um processo inflamatório, a aterogênese, que forma a placa de ateroma. 
Bolachas recheadas são ricas em gorduras trans

A presença da placa de ateroma aumenta o risco de infarto e AVC, pois pode se deslocar nos vasos sanguíneos, diminuindo ou bloqueando o fluxo sanguíneo para importantes órgãos do corpo, como o coração, ocasionando o infarto, ou cérebro, causando o AVC. 
Prejudicial para gestantes e lactantes: Alguns estudos científicos sugerem que a gordura trans é transportada através da placenta, sendo transferida da mãe para o feto. E o efeito é dose-resposta, ou seja, quanto maior o consumo de alimentos ricos em gorduras trans na gestação, maior o risco de transferir a gordura trans ao bebê. 
A literatura científica também sugere que a gordura trans pode afetar o crescimento intrauterino do bebê, por inibição da biossíntese dos ácidos graxos poli-insaturados araquidônico e docohexaenóico, essenciais no processo de crescimento fetal. 
Mães que amamentam também tem esse risco aumentado, visto que há alguns estudos que relatam a transferência da gordura trans pelo leite materno. Por isso, é muito importante um acompanhamento nutricional e uma alimentação totalmente equilibrada e saudável ao longo da gestação e período de amamentação. 

Alimentos ricos em Gordura Trans
As gorduras trans podem ser encontradas em diversos alimentos. Elas são adicionadas com o intuito de prolongar a duração (vida útil) dos produtos e melhorar a consistência e a aparência.  
 Alguns chocolates contam com gordura trans

Alguns exemplos de alimentos que possuem a gordura trans são: margarinas sólidas ou cremosas, recheios de biscoitos, salgadinhos de pacote e congelados, como salgadinhos de festa, ou pizza congelada, pastéis, macarrão instantâneo, sopas e cremes em pó, coberturas, sorvetes, pães, alimentos pré-assados ou fritos, bolos, tortas, pipoca de micro-ondas, glacê pronto para consumo, dentre outros alimentos industrializados. 
Como evitar Gordura Trans
Uma dica para evitar as gorduras trans é comprar os produtos frescos e realizar a preparação e o processo de congelamento, se necessário, em casa. 
A verificação do rótulo do produto é fundamental para escolher aqueles com menor conteúdo de gordura trans. O consumidor deve estar atento à lista de ingredientes, a nomes como "gordura hidrogenada" e "gordura parcialmente hidrogenada". Também, atenção ao produto cujo fabricante admite no rótulo que "não contém gordura trans". Como forma de compensar, alguns produtos não possuem a gordura trans, mas possuem a gordura saturada em maior quantidade. Apesar dessa ser melhor assimilada pelo organismo, deve-se optar pelos alimentos fonte de gorduras insaturadas, com benefícios à saúde já comprovados cientificamente, como o azeite de oliva extra virgem e óleo de canola, por exemplo. 
Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Santa Catarina listou 23 ingredientes que
podem conter a gordura trans. Confira: 

Gordura de soja parcialmente hidrogenada
Gordura hidrogenada
Gordura hidrogenada de soja
Gordura parcialmente hidrogenada
Gordura parcialmente hidrogenada e/ou interesterificada
Gordura vegetal hidrogenada
Gordura vegetal parcialmente hidrogenada
Hidrogenada
Margarina vegetal hidrogenada
Óleo de milho hidrogenado
Óleo vegetal de algodão, soja e palma hidrogenado
Óleo vegetal hidrogenado
Óleo vegetal líquido e hidrogenado
Óleo vegetal parcialmente hidrogenado
Creme vegetal
Composto lácteo com gordura vegetal (2º ingrediente gordura vegetal)
Gordura
Gordura vegetal
Gordura vegetal de girassol
Gordura vegetal de soja
Margarina
Margarina vegetal
Mistura láctea para bebidas (3º ingrediente gordura vegetal).

 Quantidade recomendada

Não há recomendação de ingestão diária de gordura trans. No entanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que o consumo máximo desse tipo de gordura deve ser menor do que 2 gramas por dia. Segundo a OMS, um consumo de 5 gramas de gordura trans por dia aumenta em 23% o risco de doenças coronarianas.
Seu corpo pode dar sinais de que você está abusando das gorduras trans. Seus marcadores bioquímicos cardiovasculares podem estar alterados, como o perfil lipídico. Por isso, é primordial um acompanhamento regular e realização de exames periódicos. E claro, evitar ao máximo a ingestão de alimentos que contam com a gordura trans. 
---------------------------------------------------------------------
Gorduras do bem – As insaturadas estão presentes no nosso dia-a-dia, geralmente sob a forma de óleos vegetais líquidos, mas também provenientes de peixes de águas frias. São de dois tipos principais, as monoinsaturadas e as polinsaturadas.
Os estudos têm mostrado que o uso preferencial das gorduras insaturadas, ao mesmo tempo em que se evita as saturadas, pode ser útil à saúde cardiovascular. Destas, principalmente as monoinsaturadas, que contribuem para a diminuição do colesterol ruim, sem reduzir o colesterol bom.
As gorduras monoinsaturadas estão presentes, por exemplo, nos óleos de oliva, canola e de amendoim, além de abacate, castanhas e amêndoas.
As polinsaturadas podem ser encontradas nos óleos de canola e soja e também em alguns tipos de peixes do mar de águas frias, como salmão, sardinha, anchova e bacalhau.
Escolhas certas – Diante dessas evidências, será que não valeria a pena rever nossa alimentação? De forma prática, podemos evitar ou reduzir manteiga, leite integral, queijos gordurosos e embutidos como salame e salsicha, e, ao mesmo tempo, limitar a utilização de carne vermelha. Paralelamente, podemos prestigiar o consumo de verduras e frutas, usar óleos vegetais como de canola, de soja ou oliva e o consumo de peixe, desde que não seja frito.
Rótulos – Prepare a lupa para ir ao mercado. A legislação brasileira obriga a indústria alimentícia a informar, no rótulo de suas embalagens, a quantidade de gordura presente, inclusive da trans, embutida no produto. Como nem sempre é possível enxergar essas informações a olho nu, não esqueça mesmo da velha e boa lupa.
Veja na tabela abaixo, obtida no site da Sociedade Brasileira de Cardiologia, a quantidade de gordura trans presente em alguns alimentos:


Fonte: Nutrólogo Durval Ribas, presidentes da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). 

Nutricionista Patrícia Carvalho de Jesus, mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal Fluminense.  





"A arte de não adoecer"


Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos"

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer - "Tome decisão"

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer - "Busque soluções"

Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências"

Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer - "Aceite-se"

A rejeição de si próprio, a ausência de autoestima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer - "Confie"

Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste"

O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia.

Dr. Dráuzio Varella

London - Julho de 2004

London - Julho de 2004

MEIO TUDO

"Li uma pequena mensagem outro dia que me fez refletir bastante a respeito das atitudes de muitas pessoas, as atitudes “meio tudo”. Afinal de contas, o que é “meio tudo”? São pessoas que nunca se comprometem 100% com alguma coisa ou sempre se colocam com uma postura de receio. Esse cenário é muito mais comum do que se pode imaginar, pode ter certeza disso. Eis a mensagem inspiradora que li… Não deixe portas entreabertas. Escancare-as ou as bata de uma vez. Porque por meias entradas entram meias felicidades".
Flora Figueiredo
Um dos cenários mais comuns onde se vê atitudes “meio tudo” está no campo dos relacionamentos, principalmente para os homens. Existem muitos homens que simplesmente retiram do seu vocabulário a palavra “compromisso”, fogem dessa palavra como um gato foge da água fria. Essa cena clássica pode ser resumida em uma palavra, MEDO. Medo do compromisso com uma garota. A grande maioria desses homens tem uma autoestima tão baixa que sabem que não conseguirão encantar e fascinar uma única garota por muito tempo, com isso, usam o caminho do “meio tudo” para xavecar com muitas garotas, querem aprender truques e mais truques para conquistar garotas, mas fica tudo na superficialidade, conquistam usando esses truques e depois de alguns minutos ou dias acontece algo muito simples, mas que praticamente todos esses caras não percebem. As garotas com que saem vão perdendo o interesse por eles naturalmente. Eles ligam e elas não atendem o celular, ou atendem e inventam desculpas esfarrapadas para não saírem com eles (o que concordo plenamente). Elas fazem isso para se livrarem de entrar em “barcos furados” e se arrependerem depois. Tudo isso é simplesmente resultado de uma atitude “meio tudo”. A maior parte das mulheres têm uma espécie de “sexto sentido” e percebem facilmente quando alguém está usando uma máscara, ou está só na base de truques baratos. O resumo dessa história é que esses caras ficam com uma, duas, três, dez, vinte mulheres, mas continuam sempre infelizes, porque ao invés de se entregarem por completo a alguém e com sinceridade, se usam de máscaras e truques que só levam a mais infelicidade. Essa é a dica que dou para os homens. Não queiram conquistar garotas usando truques! Isso nunca vai dar certo! Só se pode conquistar uma garota verdadeiramente e com todas as letras sendo você mesmo, sem máscaras, sem subterfúgios. A felicidade é um dos temas mais discutidos desde que o mundo é mundo. Mas o que eu digo é simples. A felicidade com certeza vem com muito mais facilidade para as pessoas que são sinceras e que não tem medo de ser quem são. Posso falar isso por mim mesmo. Quando eu era garoto tinha um enorme complexo de inferioridade, achava que os outros eram melhores do que eu, mais capazes do que eu, mais bonitos do que eu, etc. O resultado disso tudo é que eu não me sentia plenamente feliz. O que eu fiz foi uma reflexão profunda sobre a minha pessoa e fui vendo o que eu tinha de bom e de ruim, e fui me trabalhando. Tentando reforçar o que tinha de bom e eliminar pouco a pouco o que tinha de ruim. Sempre com muita sinceridade em relação a todos os meus sentimentos. E também aprendi a viver o hoje. Sempre falo nos meus textos que o hoje é a única coisa que existe, e é mesmo. Depois que mudei a minha filosofia de vida a felicidade bateu na minha porta e entrou pra ficar. Fiz comigo o que essa mensagem sugere, abri as portas da minha vida por completo, não deixei minhas portas entreabertas, assim posso afirmar que tudo na minha vida mudou. Essa é a grande mensagem que quero deixar hoje. Não vamos deixar as nossas portas entreabertas e eliminemos da nossa vida as atitudes “meio tudo”, atitudes “meio tudo” são para pessoas “meio tudo”. Vamos fazer parte do time das pessoas plenas e conscientes.
Por Isaias Costa

DEFINIÇÕES

"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.
"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.
"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria. E só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.
"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.
"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.
"Diabético" é quem não consegue ser doce.
"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.
E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois "Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.

Acredite na vida!

Acreditar que a nossa vida não é melhor ou pior do que a de ninguém. Nunca sentir-se maior ou menor, mas igual. Fazer o bem sem olhar à quem e não esperar nada em troca, é uma maneira de encontrar a felicidade.

Procurar sorrir sempre, mesmo diante das dificuldades e não se envergonhar das lágrimas, diante da necessidade, é outra maneira de irmos ao encontro dela. Ser humilde, prestar favores sem recompensas, abrir as mãos e oferecer ajuda, é uma maneira de buscar a felicidade.


Chorar e sofrer, mas lutar e procurar vencer, sem deixar o cansaço te derrotar, nem o desânimo ou o preconceito te dominar, é uma maneira de ganhar a felicidade. Aprender à defender seus ideais e a amar seus semelhantes, à conquistar seus amigos pelo que é e não pelo que queiram que seja, é mais uma maneira de abraçar a felicidade.


Saber ganhar e saber perder, é uma rara conquista, mas você consegue. Tenha fé, acredite em Deus!!! Viva cada momento de sua vida como se fosse o último. Faça de sua vida uma conquista de vitórias, uma virtude e aproveite tudo o que ela te der como oportunidade. Mesmo sofrendo, sofra amando. Pois é através do amor que você encontrará as chaves para abrir as portas da felicidade...

"AME A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO"



XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


xxxxxxxx

xxxxxxxx

Case-se

CASE-SE COM ALGUÉM QUE…

Case-se com alguém que te aceite exatamente do jeito que você é, alguém que te respeite e te ame mesmo cheio de defeitos, alguém que se mantenha calmo enquanto está estressado e que te escute quando ninguém mais parece ouvi-lo.
Escolha alguém que te acompanhe no jogo de futebol e alguém que deixaria o precioso jogo de domingo por um tempo a mais com você.
Escolha um homem que vai acha-la linda quando você acordar com a cara toda amassada e o cabelo todo despenteado e aquela que vai encarar com um sorriso suas crises de mau humor pela manhã.
Alguém que evitará que as lágrimas escorram pelo seu rosto mas que quando não puder evita-las que te ofereça o ombro pra você chorar.
Escolha alguém que saiba Sorrir de você, com você e por você.
Alguém que depois de te fazer raiva te faça cócegas até você começar a soluçar de tanto rir.
Aquele ou aquela que vai virar criança com você, que vai correr atrás de você no meio da rua, que vai dançar com você sem música, que vai virar palhaço, fazer guerra de travesseiro, bagunçar o seu cabelo mesmo sabendo que você odeia, que vai te fazer cafuné e dizer coisas sem sentido só pra não te ver triste.


Case-se com alguém cheio de defeitos, irritante que seja, mas desconfie dos perfeitinhos que não se despenteiam. Fuja de quem conta pequenas mentiras durante o dia. Observe o caráter, antes de perceber as caspas.
Case-se com alguém por quem tenha tesão. Principalmente tesão de vida. Alguém que não lhe peça para melhorar, que não o critique gratuitamente, alguém que simplesmente seja tão gracioso e admirável que impregne em você a vontade de ser melhor e maior, para si mesmo.
Para se casar, bastam pequenas habilidades. Certifique-se de que um dos dois sabe cumpri-las. É preciso ter quem troque lâmpadas e quem siga uma receita sem atear fogo na cozinha; é preciso ter alguém que saiba fazer massagem nos pés e alguém que saiba escolher verduras no mercado.
E assim segue-se: um faz bolinho de chuva, o outro escolhe bons filmes; um pendura o quadro e o outro cuida para que não fique torto. Tem aquele que escolhe os presentes para as festas de criança e aquele que sabe furar uma parede, e só a parede por ora. Essa é uma das grandes graças da coisa toda, ter uma boa equipe de dois.
Passamos tanto tempo observando se nos encaixamos na cama, se sentimos estalinhos no beijo, se nossos signos se complementam no zodíaco, que deixamos de prestar atenção no que realmente importa; os valores.
Essa palavra antiga e, hoje assustadora, nunca deveria sair de moda. Os lábios se buscam, os corpos encontram espaços, mas quando duas pessoas olham em direções diferentes, simplesmente não podem caminhar juntas. É duro, mas é a verdade. Sabendo que caminho quer trilhar, relaxe!
A pessoa certa para casar certamente já o anda trilhando. Como reconhecê-la?
Vocês estarão rindo. Rindo-se.
Curta mais o seu amor.